Notícias

O novo painel CCM de baixa tensão Actemium (CM4) atende integralmente todas as normas vigentes do setor

image

Com o cancelamento da NBR IEC 60439-1 e a obrigatoriedade do atendimento às novas normas,  é preciso que o mercado aumente o nível de exigência e adquira produtos com as certificações necessárias.

NBRs IEC 61439-1 e 2 determinam novas diretrizes técnicas e de segurança para a fabricação de painéis elétricos de baixa tensão

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), em 2003, por meio da NBR IEC 60439-1, definiu que o Brasil deveria incorporar critérios europeus às suas diretrizes de fabricação de painéis elétricos de baixa tensão. Em 2016, foram lançadas as NBRs IEC 61439-1 e 2, mais completas e atualizadas, com período de transição finalizado em dezembro de 2021, a partir daí cancelando e substituindo a NBR IEC 60439-1.

Dentre as adequações impostas pelas novas normas, podemos destacar: aumento no nível de detalhes dos critérios de fabricação; atualização de pontos que geravam dúvidas ou interpretações variadas; inclusão de novos tipos de verificação de atendimento aos requisitos; e aperfeiçoamento das diretrizes de avaliações e testes.

Os painéis fabricados a partir das novas normas, além de atenderem aos requisitos legais obrigatórios e serem certificados no mercado nacional, passam por testes mais completos e rigorosos, que conferem alto nível de segurança ao produto, à operação e às pessoas nela envolvidas.

“Na perspectiva do cliente, adquirir quadros certificados é cumprir as exigências legais vigentes e contar com soluções muito mais seguras e modernas para o negócio e a equipe. A mudança precisa ser disseminada inclusive em áreas de suporte, como Suprimentos e Engenharias, para que as especificações de compra levem em consideração as novas diretrizes”, esclarece Lucas Fonseca, Responsável de Negócios da Actemium.

 

 

Camadas extras de segurança

Conectar diferentes normas é um processo que gera mais robustez em segurança para as empresas. A NR-10, que trata de Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade, ressalta no tópico 10.1.2 a necessidade de atendimento às normas técnicas oficiais estabelecidas pelos órgãos competentes. Esse ponto endossa a necessidade de manter o olhar ampliado e atualizado sobre a segurança, para que as exigências legais e adequações necessárias sejam implantadas de forma integral.

Embora as NBRs IEC 61439-1 e 2 abordem requisitos para a verificação dos conjuntos de manobra e comando de baixa tensão em condições de operação normais e anormais, caso de sobretensões, sobrecargas ou  correntes de curtos-circuitos, elas não contemplam orientações para ensaios em condição de arco no interior dos  painéis. Entretanto, a ocorrência dessa situação precisa ser considerada, tanto por oferecer alto risco às pessoas, quanto por impactar a confiabilidade da operação, principalmente em conjuntos de alto requisito.

Fabricantes que se guiam por uma atuação completa e atualizada associam diferentes normas a fim de abarcar todas os pontos de risco e produzir equipamentos com a máxima segurança. O Relatório Técnico ABNT IEC/TR 61641 é um documento que orienta sobre testes em condições de formação de arco ocasionado por falhas internas. A aderência a ele garante que esse quesito não fique descoberto e que os equipamentos passem pelo teste do arco, que é considerado o mais rigoroso para um painel elétrico.

O painel CM4 da Actemium atende integralmente todas as normas vigentes

Depois de três anos de pesquisas e desenvolvimento, a Actemium lançou ao mercado o CM4, painel elétrico de alto requisito que cumpre integralmente critérios legais, de fabricação e de segurança de todas as normas vigentes para o Brasil, e que, portanto, obteve as certificações das normas ABNT NBR IEC 61439-1 e 2 e ABNT IEC/TR 61641.

“O equipamento reúne em uma só plataforma funcionalidades de centro de distribuição de cargas (CDC) de alta potência e centro de controle de motores (CCM), e suporta até 20 gavetas extraíveis por coluna. O quadro tem flexibilidade de customização e pode ser montado em diferentes disposições, ocupando menos espaço que seus antecessores”, detalha Jordane Perilo.

A norma define duas classificações em relação aos fabricantes de quadros elétricos: fabricante de origem, que é o desenvolvedor eletromecânico do equipamento, e fabricante de conjunto, que são empresas que assumem a responsabilidade pela fabricação do conjunto completo e que podem ser diferentes do fabricante original.

A Actemium, como fabricante de origem e de conjunto, garante alta confiabilidade em relação à fidelidade de fabricação do projeto original, ressalta Jordane:. “Somos desenvolvedores genuínos da solução completa, e garantimos a segurança plena ao cliente quanto à qualidade e robustez dos nossos projetos e produção dos painéis. Nem sempre um fabricante de conjunto diferente do fabricante de origem possui staff técnico e fabril que possa garantir a produção integralmente correspondente ao projeto de origem.”

CM4

  • Tensão nominal: até 690V
  • Classe Isolamento: 1000V
  • Corrente nominal: até 6300A
  • Curto-circuito: 65kA
  • Gavetas extraíveis até 630A
  • Possibilidade de até 20 gavetas extraíveis por coluna
  • Compartimentação 4b
  • Grau de proteção: IP-54
  • Classificação arco interno: 480/690V, 65kA, 0,3s